Seguidores

sábado, 24 de outubro de 2009

PAZ

Eu quero a paz de não precisar pensar;
o sossego de fazer o que desejo.
a ausência de chamados, pedidos e ordens...

Eu desejo ser dona de mim
sem ninguém para me dizer onde andar,
o que fazer, se devo ir...

Cansei de obedecer, a tantos e a todos
quanto desejam que eu os acate;
eu sonho, apenas, com a liberdade em mim...

Um comentário:

Lúcia Amorim: disse...

Boa noite Eunice,parabens pelo teu espaço,grande inspiração ou respiração.
Carinho Lúcia Amorim