Seguidores

domingo, 15 de janeiro de 2012

Fora, hipocrisia!

Cansei das mentiras sempre repetidas,
das ilusões que tentam plantar,
da incapacidade de se entregar...

Cansei de não mais amar,
de viver como máquina,
da falta de autonomia...

Cansei daqueles que pensam que são,
dos que imaginam seduzir,
de quem subestima inteligências...

Não preciso dizer não, quando quero sim,
não preciso ignorar,
não quero mais mentiras...

Posso querer, desejar e,
quando merecer, amar...
sem contudo, idiotizar...

Posso, me entregar
sempre que quiser...
Nem por isso, sou "fácil"

Sou, sim, humana...
"nem santa, nem puta,
sou mulher", que ama,
sonha, deseja e realiza
quando e "se" quiser...

Xô! Sai fora hipocrisia!
Os meus e os teus direitos,
e deveres, são os mesmos...

Então, o que vale é
SER FELIZ,
enquanto possível...

E,
eu quero, SIM,
sair do rumo,
perder a razão,
que me tire do chão
pra poder sonhar...

3 comentários:

Dilmar Gomes disse...

Gostei do conteúdo e da forma do teu poema, amiga Eunice.
Um abraço. Tenhas uma linda semana.

Kamilla Alves disse...

Mais uma vez, somos iguais.

Eunice Couto disse...

Obrigada pelo carinho de sempre, Dilmar! Creio que o conteúdo seja algo cada vez mais atual... o velho machismo está sempre aí....
Kamilla, querida!!!! Este é o nosso mundo... Bjs