Seguidores

sábado, 15 de maio de 2010

Nada é impossível de mudar- Bertold Brecht


Desconfiai do mais trivial, na aparência singelo.
E examinai, sobretudo, o que parece habitual.
Suplicamos expressamente: não aceiteis o que é de hábito como coisa natural,
pois em tempo de desordem sangrenta, de confusão organizada,
de arbitrariedade consciente, de humanidade desumanizada,
nada deve parecer natural
nada deve parecer impossível de mudar.

3 comentários:

Robert Medeiros disse...

Sempre surpreendente e profunda essa sua maneira de expor seus sentimentos.

Um beijo especial para você, linda!

Ronaldo disse...

Durante muito tempo esse poema foi a frase de chamada do Almas Corsárias, adoro!! E vc, linda, como vai?? Beijão.

Eunice Couto disse...

Obrigada pelo carinho, Robert e Ronaldo... São essas palavrinhas que fazem a gente se perceber ainda viva... Grande beijo